Leveza da alma - uma captura do ser através d... Silvinhapoeta R$40,00
CONVERSAS COM O TRAVESSEIRO Silvinhapoeta R$40,00
Palavra é arte Silvinhapoeta R$30,00
 

Silvinha Poeta

O corpo fala

Textos

Dormir?
Dormir? Dormir pra quê?

Na tentativa de viver mais
Sonhar mais
Fantasiar mais
como Fernanda
Disse a Nanda
Formiga trabalhadeira
Trabalha com o pensamento
Não entende o ócio
Trabalha
Porque viver é preciso
Dormir não é preciso

Adentrando madrugadas
A criatividade
não obstante, criticidade
Vaidade, ah, a vaidade
Deixa pra lá
Dormir?
Não é preciso

Imorredoura não és
Não sou
No som pauleira
Na noite sorrateira
O Rock 'in Roll
Do palco da vida
O relógio não para
a vida não para
E dormir?
Dormir não é preciso

E amanhã?
Amanhã o real
Acordar
o sono, quando há?
Realizar, inventar.
Trabalhar. Ah, e o ócio?
O ócio é pensar
E a formiguinha trabalha
Pro sonho não acabar
Porque dormir
Dormir não é  preciso.




(Em mais uma das noites mal dormidas. Sem neura)





Silvinhapoeta
Enviado por Silvinhapoeta em 04/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras